Ano III - 15 de Dezembro de 2018

Saúde, Beleza e Bem-Estar

28/05/2017
ÔMEGA-3: uma alternativa para o tratamento do TDAH

O Transtorno de Déficit de Atençãoe Hiperatividade (TDAH) acomete pessoas de todas as faixas etárias, embora sejauma condição diagnosticada em cerca de 7,2% das crianças em idade escolar. Otratamento clássico do TDAH utiliza medicamentos estimulantes doneurotransmissor Serotonina, sendo o Cloridrato de Metilfenidato, cujo nomecomercial é Ritalina®, o principal medicamento escolhido pelos clínicos em todoo mundo. Entretanto, este medicamento pode produzir efeitos colaterais graves eintolerância, não sendo uma alternativa viável para todas as pessoas.

Por este motivo, a procura por um tratamentoalternativo aumentou nos últimos anos. Há muito já é conhecido o fato de que osácidos graxos polinsaturados ω-3 –mais conhecidos como ômega-3 - (ω-3PUFAs – sigla em inglês) são nutrientes essenciais e necessários para umafunção cerebral adequada e para o desenvolvimento neurológico. Classificar oômega-3 como alimento essencial significa dizer que ele não pode ser produzidopelo corpo, devendo ser obtido atravésdas refeições, ou obtido por suplementação. Se por um lado o TDAH émultifatorial e depende da bagagem genética, por outro, os fatores ambientais(como a dieta), não podem ser desprezados; aliás, o fator “dieta” pode exercerimportante relevância no cotidiano da pessoa com TDAH .


Quando as pessoas com TDAH foramtratadas com ômega-3, a melhora efetiva dos sintomas foram variáveis nosindivíduos. Sobre este ponto, lembramos que na verdade está se fornecendo umalimento; ainda que oferecido na forma de suplemento.

Na verdade, o ômega-3 é uma alternativa segura, sem contraindicação direta e muitobem aceito por todos os pacientes, independentemente da idade; esta é aconclusão de estudos recentes publicados entre os anos 2000 e 2015 paraidentificar combinações efetivas de tratamentos para o TDAH <onde comprar>.


Assim, é possível concluir que existemevidências científicas de que um tratamentocom suplementação alimentar com ômega-3 pode produzir efeito positivo notratamento do TDAH. Ou, pelo menos, não se registrou prejuízo, contraindicaçãodireta ou efeitos colaterais, ao contrário do que pode ocorrer com o tratamentoconvencional com medicamentos <onde comprar>..

 

Texto: Prof. Dr. Mário Neto, Farmacêutico e Bioquímico pela FCFRP-USP,habilitado em Análises Clínicas, Toxicológicas e Bromatológicas; Mestre eDoutor em Farmacologia pela FMRP-USP. 

Escopo Editorial Sobre Master News Quero ENVIAR UMA MATÉRIA Quero SER UM PATROCINADOR
Quero receber conteúdos Master News
Preencha os campos abaixo e fique atualizado com os principais temas relacionados à "Saúde, Beleza e Bem-Estar", "Educação" e "Ciência e Tecnologia".



Master News - Fone: (44) 4141-7500 - Rua Princesa Isabel - 1236 - Maringá/PR
email: comercial@grupoemaster.com.br